Igrass - Blog
BLOG
Como dominar as suas emoções e torná-las positivas
16/10/2017

É uma pessoa irritável? Fica furioso quando alguém tem uma ideia contrária à sua ou ousa criticá-lo? Falta-lhe autoconfiança? Neste livro, vai aprender como aplicar a todos estes problemas, os métodos desenvolvidos na primeira parte. Embora não se trate de um tratamento propriamente dito, já não ignora que o seu estado de espírito, o seu desenvolvimento pessoal ou, pelo contrário, as suas frustrações, os choques psicológicos e afectivos que recebe, são factores importantes de saúde ou de doença. Por conseguinte, as sugestões neste livro podem ser consideradas como uma terapia preventiva. "Tratando" as suas emoções e os seus sentimentos, reforça o seu sistema imunitário
I. Como dominar o seu temperamento 
É desaconselhado reprimir a sua fúria. Você não ignora que uma fúria voltada para dentro se torna ainda mais perigosa. 
Os perigos de uma fúria reprimida 
Quando um vulcão entra em erupção, é claramente preferível, para aqueles que se encontram na zona exposta, que a cratera não esteja entupida e que a lava possa fluir livremente. Caso contrário, os gases acumulam-se por baixo da cratera e quando esta explode é o Apocalipse! 

Uma fúria contida é comparável a um vulcão com a cratera entupida. Se tem um temperamento colérico, não serve de nada tentar reprimir a sua crise. Pelo contrário, vai chegar o momento em que ela vai explodir, mil vezes mais poderosa, aniquilando tudo por onde passa. Além disso, também o vai aniquilar a si. Se se priva de exprimir a sua cólera contra outra pessoa, está a virá-la contra si! Desde a infância que nos buzinam aos ouvidos que: “não é bonito ficarmos zangados... As crianças bem educadas não fazem birras... Só as pessoas que têm mau feitio é que fazem birras..., etc.”. Temos, portando, tendência para nos castigarmos pelas nossas fúrias, nos auto-destruirmos por todos os tipos de comportamentos não saudáveis e perigosos: tabaco, álcool, roer as unhas, doces, anorexia nervosa, insucesso escolar, drogas, enuresia... A lista dos nossos castigos é excessivamente longa. Por conseguinte, vai aprender não a reprimir a sua fúria, mas a canalizá-la. 
 Como canalizar a sua fúria 
 O melhor método consiste em representar a cólera como uma força da natureza e deixá-la libertar-se. Em seguida, reencontre e conserve a paz. 
 Primeira etapa: canalize a sua fúria 
 A imagem que acalma 
 Vai começar por procurar nos seus livros fotos de formato bastante grande, que representem as forças da natureza em acção. Pode ser uma tempestade num oceano, uma cascata que cai do alto de uma falésia, um vulcão em erupção, um ciclone que verga as árvores, um vento glaciar acompanhado de tempestade de neve, um géiser, uma avalanche, uma cheia, e assim sucessivamente. Em vez da fotografia, pode preferir um quadro ou uma gravura, consoante os seus gostos e afinidades. Em seguida, proceda da seguinte maneira: − Assim que sentir a fúria a crescer dentro de si, quer se trate de uma "erupção" ou de um sentimento mais subtil de rancor, pegue na fotografia ou no quadro.  − Instale-se confortavelmente num sofá e olhe para a sua imagem. − Imagine que ela tem movimento, que você assiste verdadeiramente ao espectáculo desta força em plena acção. Veja as ondas rebentarem, o vento torcendo os troncos das árvores, a água a cair poderosamente do alto da montanha.  − Ao fim de um momento, levante os olhos e faça alguns exercícios respiratórios. A sua fúria deve ter-se acalmado. − Pratique este exercício várias vezes ao dia, se tiver a impressão que precisa de canalizar uma verdadeira avalanche. 
 
Utilize a força da sua mente  
 Este exercício baseia-se no mesmo princípio do que o anterior, mas você está apto a fazê-lo a qualquer momento, sem precisar da sua imagem, pois vai criar uma na sua mente. − Instale-se tranquilamente, de preferência no seu santuário mental. − Faça alguns exercícios respiratórios. − Agora imagine uma força da natureza em acção. Escolha-a segundo as suas afinidades e os seus gostos. O importante é vê-la a desencadear-se nitidamente. − Ao fim de alguns instantes, pratique novos exercícios respiratórios e sinta-se aliviado. − Repita este exercício as vezes que achar necessário. 
 

Segmento do livro:      Como dominar as suas emoções e torná-las positivas   de  Chrisitan H. Godefroy 
 Se você deseja este livro em versão eletrônica  (ebook);  solicite e será emitido a seu correio eletrônico gratuitamente.  É um presente de nosso escritório.
Solicite neste email >      igrass@igrass.com.br


 
 
 
Categoria: D) Assuntos Gerais (Ciências, atualidades, dicas, etc )



  
O que é marketing de conteúdo ?
16/10/2017

Marketing é o conjunto de métodos e dos meios de que uma organização dispõe para promover, nos públicos pelos quais se interessa, os comportamentos favoráveis à realização dos seus próprios objectivos.
O Marketing de Conteúdo é uma forma de envolver os admiradores de seu Site ou Blogue,   oferecendo  a eles conteúdos relevantes  que propiciem a  terminar criando uma relação entre o bloguer e sua audiência.
Também pode-se afirmar que o marketing de conteúdo é toda temática de qualidade que pode ser relevante para educar, informar e entreter a uma audiência genérica,  com a qual se pretende a curto ou meio prazo manter uma relação comercial . 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Categoria: B) Marketing de conteúdo e informação



  
Produtos e serviços de informação para negócios
15/10/2017

A cada dia torna-se mais claro o papel econômico da informação como insumo para o desenvolvimento de produtos, captação de recursos, conhecimento de mercado e sobrevivência de muitas empresas. A capacidade de uma empresa captar e absorver informação correta e de forma ágil determina suas possibilidades de inovar produtos, aumentar a lucratividade e atender ao cliente, sendo competitiva em um mercado altamente instável e ágil. O Brasil pouco investe em produtos e serviços de informação, e muitas empresas ainda não conseguem perceber como fazem negócios e decidem os seus rumos tendo como insumo a informação. A indústria brasileira, em função disso e de outros aspectos significativos, tem sofrido bastante para acompanhar as contínuas mudanças de uma economia que exige qualidade de produtos, agilidade de processos e que sofre ameaças constantes do mercado

Pouco se conhece, no Brasil, sobre "informação para negócios", definida como aquela que diz respeito a mercado, companhias, produtos, estatísticas e legislação. É uma área de conhecimento ainda recente e pouco explorada no país, que precisa ser consolidada em termos de conhecimentos teóricos, de organização de fontes de informação e produtos/serviços de informação. Além disso, é preciso ressaltar que, à medida que se define uma área de estudos, torna-se possível capacitar pessoas para o exercício de atividades inerentes a essa área. Esse aspecto deve ser desenvolvido com urgência, uma vez que o mercado carece de profissionais que dominem especificamente a área de informação para negócios. 


Categoria: B) Marketing de conteúdo e informação



  
Riscos na aquisição do imóvel na planta
15/10/2017

A compra de imóvel na planta apresenta mais riscos do que a aquisição do imóvel pronto, por isso, a  IGRASS recomenda ao investidor que não tome nenhuma decisão por impulso no estande de uma incorporadora. “Podem ocorrer atrasos na obra, defeitos na construção, problemas estruturais, não cumprimento de promessas e, em caso de fraude ou se a construtora pedir falência, o comprador ainda corre de não ter o imóvel entregue.
“A aquisição de um imóvel na planta só sai mais barato em virtude dos riscos envolvidos”;  “o que se compra na verdade é a promessa de que a obra ficará pronta. Ao assinar o contrato de compra e venda, o comprador passa a compartilhar com a incorporadora a responsabilidade pela conclusão da obra.”       Por outro lado,  aquilo que o presidente do Sinduscom do Paraná indica,  que toda obra possui algo assim como um seguro,  em função do financiamento do banco;  não é real pelo fato que na prática o número de obras paradas e falidas em todo Brasil é muito grande.    Segundo nossa opinião  ( IGRASS )   este tipo de negócio é de alto risco desde que são muitas as pessoas e mutuários prejudicados em todo Brasil. 
Como não é possível prever se a construção do imóvel será perfeita ou se haverá atraso na obra ou,  ainda,  se construtora irá sofrer algum problema durante o empreendimento,  é melhor se precaver.      Nosso escritório  (IGRASS )    preparou algumas dicas para o mutuário não se arrepender mais tarde.
Essas dicas estão no manual “Compre imóveis sem correr riscos” neste mesmo Site;   entre no item  "Ofertas" .

Categoria: A) Riscos na compra de imóveis no Brasil



  
Como não cair em golpe ao comprar imóvel na planta
15/10/2017

Depois de fechar as portas sem dar explicações aos clientes e nem cumprir contratos, uma construtora de Sorocaba (SP) é investigada pela Polícia Civil por abandonar obras há quatro meses. Segundo o delegado responsável pelo caso, a dona da empresa alegou que passa por dificuldades financeiras e que está procurando fechar acordos com os compradores. Para não cair em golpes como esse, um especialista em direito imobiliário aconselha que é preciso seguir alguns passos antes de comprar um imóvel na planta.
"A primeira coisa é verificar se quem está oferecendo - a construtora ou incorporadora - é a dona desse imóvel", alerta o advogado Vinícius Camargo. Em seguida, ele diz que é importante conferir se a inscrição da empresa consta no registro de imóvel. "Isso é necessário, pois só pode vender a unidade se estiver no registro", explica.

Também é importante fazer uma pesquisa completa sobre a idoneidade da empresa, se responde a processos e conversar com outros clientes sobre o serviço prestado. Outra dica para evitar dor de cabeça é conferir o registro do corretor. "Procure o Creci para saber, porque se não for (credenciado), você já vai suspeitar disso também", afirma o diretor do Procon Sorocaba, Domingos Vieira Filho.

 

Categoria: A) Riscos na compra de imóveis no Brasil